Tenha Autorresponsabilidade – Faça a sua própria sorte


"Veni, vidi, vici" (latim clássico "Vim, vi, venci") é uma frase em latim supostamente proferida pelo general e cônsul romano Júlio César em 47 a.C. César utilizou a frase numa mensagem ao senado romano descrevendo sua recente vitória na Batalha de Zela. A frase serviu tanto para proclamar seu feito, como também alertar aos senadores de seu poder militar (Roma passava por uma guerra civil).
             
   Em qualquer esporte o objetivo maior é VENCER – mesmo que muitos digam que o importante é competir; sinceramente não acredito nisso, pois não consigo ver o Muhammad Ali, subindo num ringue para levar socos e tão pouco o Senna se arriscando a 300KM/h, apenas pelo prazer de competir.
                Coloquei dois atletas que admiro por serem ícones em suas modalidades, mas principalmente pela sua paixão pela vitória. Eles não tinham medo de expor isso e não usavam o discurso politicamente correto de que “o importante é competir” – quando perdiam, não davam desculpas e nem culpam ninguém e tão pouco se faziam de vítima – muito pelo contrário, sacudiam a poeira e levantavam, buscando melhorar para vencer na próxima.
                Esse é o princípio da autorresposabilidade.
Assumir que eu sou o único responsável pelo meu fracasso e pelo meu sucesso.
Ao longo da vida temos a tendência de atribuir aos outros a culpa pelos nossos fracassos, porém não percebemos que isso não resolve o problema, muito pelo contrário é uma forma de mascarar a realidade. E muitos tem atribuído os fracassos recentes à crise econômica, política, na concorrência desleal, no entanto quando colocam a cabeça do travesseiro, sabem que não deram o seu melhor, fizeram apenas 50% ou menos do que poderiam, para reverter o cenário ou querem se manter medianos e similares como a grande maioria, pensando apenas na sexta-feira, no churrasco do fim de semana ou na Ferrari que nunca terão.
Nenhum atleta que treinou, se esforçou, abriu mão de prazeres momentâneos, entra em uma competição para perder.
E você tem culpado o clima, o vento, a economia?
Ou tem sido o dono de si mesmo, tomando as rédeas da situação?
É necessário que você tenha o comando da sua vida.
Assuma responsabilidades, se planeje, tenha uma visão de futuro, trabalhe duro, mas com inteligência, avalie os cenários e as oportunidades. E se por acaso, você não conseguir agora, assuma a responsabilidade e avalie o que deve ser melhorado e continue a jornada.
 Perdedores dão desculpas, vencedores não - Esse é o princípio da autorresponsabilidade.
Eu sou o único responsável pelo meu sucesso; e não adianta eu culpar o governo, o mercado pela falta de oportunidades – o mercado, o governo, o seu concorrente, o seu vizinho, não estão nem aí como você, aliás eles querem que você sucumba, pois desta forma haverá mais espaço.
As condições são exatamente essas, cabe a você superá-las ou não. Não viva contando com milagres ou intervenções e, se elas vierem será como Plus.
Desculpas não vencem campeonato e, vencedores não dão desculpas, assumem a responsabilidade dos seus atos.


Postagens mais visitadas