Vai ficar tocando violino enquanto o Titanic afunda?



Em 2017, uma empresa logística aqui da RMC, havia encolhido de forma considerável a sua participação de mercado; perdia negócios em seus próprios clientes ativos.  
Fizemos uma sessão estratégica e após conversamos e posteriormente optaram em me contratar para fazer uma consultoria organizacional e estratégica.  

Elencamos mais de 45 itens, mas quero compartilharei 5 com você. 

1) Colaboradores desmotivados e sem compromisso com a empresa, preocupados apenas com o recebimento do salário, não se preocupando com os resultados da empresa. 
2) Atendimento ao cliente horroroso. Nitidamente o time de SAC não se preocupava em resolver os problemas do cliente - focavam em justificar os erros e não proporcionavam soluções aos clientes. 
3) Equipe comercial totalmente passiva e despreparada para atender as demandas de um mercado ágil e exigente. Demoraram em montar propostas, não faziam follow-up e consequentemente não fechavam novos negócios (havia mais de meio milhão de reais em propostas sem follow-up). 
4) Diretoria e Gerentes, não exigiam resultados e "acreditavam" nas desculpas dos mais funcionários. Não geriam pelo exemplo. 
5) A empresa era refém de funcionários antigos que dominavam os procedimentos internos. 
 
Diagnóstico entregue; diretoria engajada nas mudanças; planejamento montado; partimos para a ação. Seis meses de muito trabalho, várias sessões para a criação de indicadores, promoções, novas contratações e demissões e etc.  
Revertermos o cenário ruim em 2018, mesmo em um ano cheio de peculiaridades no mercado e especificamente no setor.  
 
Muitas vezes culpamos o mercado ou economia pelos nossos próprios fracassos. Mas se a economia está ruim, isso será para todos - mas sempre haverá empresas que crescem em cenários de caos.  O que elas fazem de diferente? 
Têm indicadores claros, um time comprometido e seus gestores não ficam tocando violino e assistindo o Titanic afundar – mas agem para reverter o cenário.  

Finalizo com a citação do imortal Emmerson do livro Quem pensa enriquece de Napoleon Hill: "se tivermos afinidade, nos encontraremos". 

Postagens mais visitadas